segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Fisk sobre Israel/Gaza


Líderes mentem e civis morrem


Robert Fisk*

Estamos tão acostumados a ver carnificinas no Oriente Médio que não ligamos mais. Não está claro quantos dos mortos em Gaza são civis, mas a resposta do governo Bush, sem mencionar a pusilânime reação do premier britânico Gordon Brown, reafirma para os árabes o que eles sabem há décadas: o Ocidente está sempre do lado de Israel. Como de costume, o banho de sangue foi culpa dos árabes que, como todos sabem, só entendem o uso da força.

Desde 1948, ouvimos dos israelenses e dos nacionalistas árabes e depois árabes muçulmanos a lengalenga de que Jerusalém será "libertada". E sempre Bush pai e depois o filho, Bill Clinton, Tony Blair ou Gordon Brown chamam os dois lados e pedem moderação, como se ambos tivessem caças F-18, tanques Merkava e artilharia pesada. Os foguetes caseiros do Hamas mataram apenas 20 israelenses em oito anos. Mas num único dia a Força Aérea de Israel matou quase 300 palestinos, e apenas como parte de uma operação.

Sim, o Hamas provocou a ira de Israel, assim como Israel provocou a do Hamas. E o que isso quer dizer? O Hamas lança foguetes em Israel e Israel joga bombas no Hamas. Entendeu? Pedimos pela segurança de Israel, mas ignoramos o desproporcional massacre realizado por Israel. (
Globo, 29/12)

Continua aqui.

2 comentários:

Sunny disse...

~Eta, Fisk, continua o fino. Até PiGGlo*be (que tem exclusividade e nunca publica) teve de se render.

mari disse...

É realmente criminoso o que eles fazem, nunca dando os textos dele!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...