domingo, 31 de janeiro de 2010

"Samaritanos" e traficantes

Estou acompanhando esse caso desde ontem na BBC (nada vi na CNN e na Fox News, embora tenha encontrado esta foto no site da CNN). Inacreditável! O grupo de americanos é de uma tal New Life Children's Refuge, de uma igreja batista de Idaho, e só repete que está "tentando ajudar", alegando que tinha autorizaçao... da República Dominicana! Nao é patético? Precisavam ver a cara de pau dos santinhos! Lembram do post lá embaixo sobre tráfico de crianças? E eu pensando que eram bandidos de carteirinha. Devia ter pensado primeiro nos de crucifixo no pescoço.

Há indícios claros de má intençao a começar pelo ônibus, de vidros fechados e com filme preto. E já tem gente pedindo calma na interpretaçao dos fatos, porque o grupo nao estava traficando. Ora, ninguém está dizendo que eles venderiam os órgaos das crianças. Bastava que tivessem agido legalmente. Isso é demorado? Paciência.

***

31/01/2010 - 10h45
Haiti prende 10 americanos suspeitos de tentar roubar crianças


Folha Online

Dez americanos foram presos hoje [na verdade, foram presos ontem!] em Porto Príncipe quando tentavam levar 33 crianças sem documentos para a vizinha República Dominicana. O grupo, de cinco homens e cinco mulheres, é ligado a uma igreja batista e levava as crianças -- cujas idades variam de 2 meses a 12 anos -- num ônibus.

Segundo o ministro para Assuntos Sociais e Trabalho do Haiti, Yves Christallin, os americanos foram presos já perto da fronteira. "Isso é um roubo, não uma adoção", afirmou, enfatizando que, para uma criança deixar o Haiti, é necessária uma autorização do Instituto do Bem-Estar Social. De acordo com Christallin, dois pastores, um no Haiti e outro na cidade de Atlanta, nos EUA, também estão envolvidos no caso. Os americanos permanecem presos na Direção Central da polícia de Porto Príncipe ao lado de dois haitianos, os supostos cúmplices, informou o diretor-geral da polícia, Mario Andresol.

Uma investigação foi aberta para determinar em que circunstâncias o grupo capturou as crianças, que foram transferidas para um abrigo em Croix-des-Bouquets, norte de Porto Príncipe. Em entrevista ao canal NBC, uma pessoa ligada aos americanos afirmou que o caso é um mal-entendido administrativo. Os americanos foram apresentados como integrantes de uma organização religiosa de caridade, a 'New Life Children's Refuge' (Refúgio Infantil Vida Nova, em tradução livre), com sede no Estado de Idaho (noroeste dos Estados Unidos).

"Em meio ao caos em que esse governo está agora, nós estávamos apenas tentando fazer a coisa certa", afirmou uma porta-voz do grupo, Laura Silsby, à agência de notícias Associated Press. Segundo ela, o plano era levar até cem crianças de ônibus para um hotel de Cabarete, na costa dominicana. O hotel, que tem 45 quartos, seria, posteriormente, transformado num orfanato, afirmou. Conforme Silsby, o grupo não pagou pelas crianças, que foram entregues pelo pastor Jean Sanbil. "Não estávamos de forma alguma ligados a nada disso [tráfico de crianças]. Isso era justamente o que estávamos tentando combater", afirmou.

Muitas crianças haitianas foram levadas para o exterior e adotadas desde o terremoto de 12 de janeiro, que devastou Porto Príncipe e deixou ao menos 170 mil mortos, além de 1 milhão de desabrigados, segundo o último balanço daquele governo.As autoridades americanas pediram aos futuros pais adotivos de crianças haitianas que tenham paciência, pois são necessários procedimentos transparentes no processo de adoção para evitar erros e tráfico de crianças.

Com France Presse e Associated Press

2 comentários:

Sunny disse...

O inglês é especialista em catolicismo e internet (???). Deve ser anglicano, que desde Henrique VIII não se dão com o papa. Portanto, é + que suspeito para falar em nome de cristão.

mari disse...

Pois é! Por acaso vi uma pesquisa: a maioria dos ingleses abandonou a religião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...