sábado, 13 de fevereiro de 2010

Estou tentando ver, mas...

..., que filme insuportável. A vida do cara é tediosa, da farra à beatice. O ator não é bom, ao contrário do que dizem. Na juventude então, obviamente velhão para o papel, é patético. Richard Dreifuss não entende o personagem e tenta dar seriedade a Dick Cheney!!! Pobreza. Péssimo, péssimo, não consigo me concentrar: jogo freecell, dou umas postejadas e a coisa não anda. Acho que é a quinta vez que tento ver. Só continuo dando uma olhada porque é muito difícil pra mim jogar um filme fora. Quando eu ia ao cinema era mais fácil: levantava da cadeira e ia embora.

***
Aliás, tirei este sábado para rodar filmes que estão há séculos aqui na pasta de downloads ocupando espaço e não me animava a ver. O W. foi pra lixeira mesmo, não aguentei. Aí peguei Watchmen. Já estou nos 10 minutos e tá russo de aguentar. Malamalamala. Papo furadão, infantil. Em meio ao palavrório bobinho, Bob Dylan martela uma das músicas mais malas dele. Esses primeiros minutos me lembram os dilemas dos anos 60 entre hippies e comunas. Não tenho mais idade pra isso. Pode ser profundo pra quem marchou contra a Guerra do Vietnã, mas tem uma parte do mundo que foi um pouquinho além disso e não suporta mais esse blablabá. Uma cena que busca impacto -- e é ridiculamente não impactante -- é a daquela carinha amarela sorridente manchada de sangue. Imagina o impacto... 
Bleargh!

Escrevi ao Marco perguntando se melhora. São 2 arquivos de 700 Mb, pô! Dependendo do que ele disser, vai pro lixo também.

PS: Nem esperei o Marco. Vi mais 10 minutos e foi pro lixo. É um besteirol INDEED!!!

***

Ontem vi Sherlock Holmes. JUST GREAT!!! Os puristas, dizem as sinopses, estão pálidos com as transgressões de Guy Ritchie, mas aposto que o Conan Doyle bate palmas do túmulo: o personagem dele é tão complexo que dá até pra filme de ação moderno. As locações são fantásticas, uma representação de Londres simplesmente magnífica: a gente vê, não apenas imagina, aquela sujeira toda que gerava tanta epidemia na virada do 19 pro 20. Fotografia fora de série! As lutas -- e a preparação dos golpes na cabeça de Holmes -- são sensacionais. Robert Downey Jr. é perfeito, um British accent delicioso. O Dr. Watson de Jude Law, lindo e gostoso, totalmente diferente dos livros de Doyle, é outro feito do autor. Não percam!

2 comentários:

Sunny disse...

Vc já viu o Up in the air? George Clooney está um charme só.

mari disse...

Vi sim. Vc nao achou supertriste nao? Fiquei deprê...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...