quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

E tome desespero


Esse último tópico é hilário. Pasquim xexelento. Copia da Folha e nem sequer apura.

***

NASSIF
23/02/2010 - 16:12
Eletronet: a denúncia não se sustenta, rebatida antecedida de vários posts esclarecedores.

Já nem me espanto mais. Sinto apenas vergonha de ter sido jornalista um dia.

6 comentários:

Sunny disse...

Não há porquê. Se a profissão de lobista fosse regulamentada como nos States, não haveria problema algum. Mas a quem interessa regulamentar?

mari disse...

Ô Sunny, eu nunca fui lobista! Estava me referindo à profissão de jornalista, que exercia antes de me aposentar! Fico muito envergonhada com o que o jornalismo faz hoje em dia.

Truda disse...

Ri! Ri! Ri!

mari disse...

Mudei o texto para evitar mal-entendidos!!!!

mari disse...

Mas vem cá, Sunny (ainda estou chocada com seu comentário): vc me conhece há trocentos anos, alguma vez fui lobista? Pô!

Sunny disse...

Mari, não me expliquei bem: vc não tem se envergonhar de ter sido jornalista - como eu não me envergonho - porque jamais fez lobby. Ao contrário, sempre foi coerente com as convicções, como disse, há trocentos anos.

Talvez estivesse faltando um parágrafo,quando disse que se a profissao (?) de lobista fosse regulamentada, COMO É NOS EUA, talvez não ocorressem problemas como o do citado no post.

Em miudos, se o Ze Dirceu fosse registrado nos órgãos do governo como lobista, TODOS saberiam que ele estaria defendendo um dos lados.

Termino indagando a quem interessa regulamentar porque é uma faca de dois gumes, além de dar transparencia à coisa.

Me desculpe o mal entendido; me expressei mal.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...